Tratamento de Água e Efluentes para Mineração

Compartilhe
Banner

O USO DA ÁGUA NA MINERAÇÃO

O USO DA ÁGUA NA MINERAÇÃO

A produção mineral brasileira para o ano de 2017 ficou em 32 bilhões de dólares, empregando cerca de 180 mil trabalhadores diretamente. Segundo o IBGE, a indústria extrativa mineral também tem participação fundamental no Produto Interno Bruto (PIB) e representa 1,4% de todo o PIB brasileiro. O Brasil exportou em 2017 um volume de mais de 403 milhões de toneladas de bens minerais, este valor representou 13% das exportações totais do Brasil.

A mineração tem importante papel na indústria nacional, pois é o segmento fornecedor de matéria-prima para todos os tipos de indústrias existentes no país (IBRAM).

A mineração está entre os segmentos que mais consomem água, e a preocupação com sua reutilização adequada está cada vez mais presente.

OS COAGULANTES MATRYX NA MINERAÇÃO

Os coagulantes Matryx podem ser utilizados largamente na mineração, tanto inseridos dentro dos processos produtivos com o objetivo de melhorar o desempenho do sistema, como também, no tratamento de águas e de efluentes.

A linha de coagulantes especiais Ecofloc e também a linha dos coagulantes orgânicos traz produtos desenvolvidos especialmente para a mineração:

  • Uso em espessadores para coagulação de partículas muito finas oriundas da moagem e etapas de deslamagem ou de rejeitos de processos minerários, permitindo a ação posterior do floculante, com o objetivo tanto de recuperar água para o processo, quanto para adensar os rejeitos para disposição final: Ecofloc DP 5 F, entre outros;
  • Nas estações de tratamento de água potável instaladas dentro das mineradoras: Polifloc 18, entre outros;
  • Nas estações de tratamento de efluentes oriundos de água de mina ou processos químicos para concentração de metais, onde há precipitação, coagulação e sedimentação de semi-metais ou metais pesados. Neste caso, os coagulantes podem ser utilizados tanto no processo de precipitação quanto na coagulação de sólidos em suspensão: Ecofloc SD X, Ecofloc DP 5 F, entre outros;
  • Na coagulação de óleos em sistemas de separação água-óleo para tratamento de efluentes de oficina de manutenção: Ecofloc SD 100 P, entre outros.

 

OS FLOCULANTES MATRYX NA MINERAÇÃO

Na mineração, os floculantes podem ser utilizados em etapas do processo produtivo e também, nas estações de tratamento de efluentes. A Matryx possui em seu portfólio floculantes com variados pesos moleculares e diferentes densidades de carga, que podem ser utilizados em uma variada gama de minérios e tipos de efluentes, trazendo a qualidade e tecnologia Kemira ao Brasil.

  • Floculantes aniônicos em pó, com alto peso molecular, disponíveis com carga baixa, média e alta e floculantes não-iônicos de alto peso molecular. Possuem excelente desempenho para uso em processos de sedimentação, geralmente em espessadores, para agregar as partículas sólidas de polpas minerais, tanto para recuperar água para reuso no processo industrial, quanto para ajustar o percentual de sólidos desta polpa para as próximas etapas ou disposição final: CHEMIFLOC 3030, CHEMIFLOC 3090, entre outros;
  • Floculantes aniônicos, com carga baixa, média e alta, que podem ser utilizados em estações de tratamento de efluentes para a separação dos precipitados metálicos do efluente tratado: LINHA CHEMIFLOC 3000;
  • Os floculantes Matryx possuem ótimo desempenho até mesmo em baixas dosagens, auxiliando na clarificação da água em todos os processos em que atua.

OS ANTIESPUMANTES MATRYX NA MINERAÇÃO

Na mineração, em alguns processos de beneficiamento do minério se faz necessária a etapa da flotação, onde pode ocorrer a formação de espuma. Os antiespumantes podem ser utilizados como reguladores da espumação na flotação ou para a quebra da espuma em etapas posteriores à flotação, de modo a diminuir o impacto da espuma nestes processos, uma vez que ela pode ser prejudicial aos mesmos. A linha de antiespumantes Matryx conta com produtos variados para espumas leves até as mais severas.

  • Antiespumante a base de silicone para espumas medianas ou severas, com ótima eficiência inicial e final: DF 63, Defoman EBS, entre outros;
  • Antiespumante a base de água, para locais onde seja necessário a diminuição de resíduos gerados pela eliminação da espuma, destaque para a capacidade de evitar que nova espuma se forme: DF MPA, entre outros;
  • Antiespumante a base de óleo para espumas que se formam em grande quantidade e rapidamente, com ótima eficiência inicial e final: DPE 510 O.
banner2

OS CARVÕES ATIVADOS MATRYX NA MINERAÇÃO

Devido às suas excelentes características de adsorção, o carvão ativado tem uso importante na mineração.

  • Utilizados nos processos de concentração de ouro, na etapa de adsorção, após a ação do cianeto na lixiviação: CARVÃO ATIVADO GRANULAR.